segunda-feira, 23 de abril de 2012

"Oxente", Paul McCartney em Recife?

Eu achava que não conseguiria encontrar Paul McCartney nessa vida, pois sou pessimista o bastante. Apesar de ter sido a vários metros de distância, aconteceu!



Começou assim: Recife milagrosamente teve a oportunidade de trazer, ao mesmo tempo, um cantor, compositor, baixista, guitarrista, pianista, multi-instrumentista, empresário, produtor musical, cinematográfico, ativista dos direitos dos animais, e integrante dos Beatles, chamado Sir James Paul McCartney. Eu não titubeei e comprei o ingresso, em algumas parcelas. E no dia deixei o carro na casa do namorado e de lá pegamos um táxi, para evitar problemas com estacionamento. Em um instante totalmente randômico de nossas vidas, o trânsito ficou paralisado decorrente de algo totalmente incomum, em cerca de dez minutos, dilacerando nossos corações a cada segundo: devotos de São Jorge montados à cavalo com bebidas em punho comemoravam o santo. Great. Mas, é claro que isso não impediu nossa jornada. 

Cheguei com três horas de antecedência e não me importei em esperá-lo por três motivos: 
  1. Quando sei que alguém querido vai chegar na hora marcada, não me preocupo nem me agonio, e fico feliz desde já;
  2. Esperei uma vida para escutá-lo em carne e osso, logo, esperar três horas é menos que nada;
  3. For God's sake, he's a Beatle!
Então, às 21:30, conforme nosso combinado, McCartney irrompeu no palco, cantando Hello, Goodbye. Alguém me segura! 

Parada dramática e necessária: A despeito da distância em que eu e Paul estávamos, a emoção ao vê-lo se espalhou em meu corpo numa velocidade vertiginosa. O beatle apareceu majestosamente no palco e eu maravilhosamente irrompi em lágrimas (ok, nada maravilhosa: minha maquiagem ficou toda borrada). Meu namorado me levantou de forma descuidada para eu enxergar melhor e eu chorei sem parar nas primeiras três músicas. Sério, foi algo inexplicável, sobretudo pelo motivo de eu pagar de durona e odiar chorar. Mas de felicidade a gente perdoa, não é?

A simpatia dele foi contagiante: soube agradar as 35 mil pessoas do estádio, e levou o "povo arretado" pernambucano ao delírio em faixas mais conhecidas como Let It Be, Hey Jude e Yesterday. A música My Valentine, dedicada à esposa atual, foi recebida com muitos aplausos, e o telão exibia os lindos Johnny e Natalie naquele clipe muitíssimo visto nas últimas semanas.

Ele é simplesmente encantador. Falou português quando sabia e quando filava. As expressões nordestinas (por exemplo "oxente", "pronto" e "cabras da peste" ) que usou foram incentivos para a plateia adorar mais ainda o astro que fez parte do grupo musical mais aclamado da história! Houve, ainda, uma homenagem ao Rei do Baião, quando ele bradou, depois de ter cantado Drive my car: "Salve a terra de Luiz Gonzaga". A declaração saiu em um sotaque engraçado e o povo mais uma vez se encheu de felicidade. Achei inteligentíssimo da parte de quem teve a ideia (simples) de mexer com esses elementos do estado. Pernambucanos adoram isso.

Ver Paul cantando tantas músicas dos Beatles me fez uma pessoa mais feliz e realizada, pois parte de um sonho virou realidade. Mas queria mesmo era ter vivido na década de 60. Alguém tem uma máquina do tempo de bobeira por aí?

Nos momentos mais calmos, conseguimos (o namorado alienígena também fotografou) tirar algumas fotos que vão ficar para a história da minha vida:

Update: O #365Project ganhou uma foto memorável!






O ápice do show para muita gente foi no momento da foto acima (não é arte minha. Foi o namorado que estava com a câmera em punho na hora. Eu estava me descabelando ao lado): logo após uma série incrível de cinco músicas dos Beatles (Ob-La-Di, Ob-La-Da, Back in the U.S.S.R., I've Got a Feeling, A Day in the Life e Let It Be), o público enlouqueceu com o espetáculo de fogos de artifício ao som arrebatador de Live and let die, música bem famosa que inclusive fez parte do filme de mesmo nome, com o conhecido agente 007!

Paul brincou comigo, e com mais de trinta e cinco mil sonhadores, ao sair duas vezes do palco fingindo que o show tinha acabado. Mas quando realmente tava quase finalizando, ele disse para mim: "até a próxima"! E mais uma vez o palco ficou lindo, desta vez com milhares de papéis picotados invadindo o céu de Recife. 

Pode marcar a data, Sir Paul. Nem serei pontual como os ingleses: vou me antecipar em algumas horas para novamente sentir instantes maravilhosos com a sua presença indescritível. 




22 comentários

  1. Cara, to toda arrepiada. De verdade, isso é muito lindo. Muito!

    ResponderExcluir
  2. Orgulho de ter você, de você ser um pedacinho de mim.Te amo.

    ResponderExcluir
  3. tinha que ser um alienígena mesmo pra conseguir tirar alguma foto no meio daquele mar de mãos e câmeras que nos separavam de Paul

    ResponderExcluir
  4. e só pra não esquecer: pôrôpô Paul Paul Paul Paul Paul!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Senhor, anônimo: "pôrôpô Paul Paul Paul Paul Paul"! Que liiindo, haha <3 É a póca!

      Excluir
  5. adorei...me senti lá com vocês!!!

    ResponderExcluir
  6. Post lindo, maga! :*** Te amoamoamo.

    ResponderExcluir
  7. Tou feliz que a postagem multiplique felicidade, gente <3!

    ResponderExcluir
  8. Filha, você falou tudo!Show realmente antológico!!!
    Esse foi mais um, de muitos outros que curtiremos juntos!
    Te amo muito!!!

    ResponderExcluir
  9. que lindo!! ah, poxa. eu acho o Paul lindo por essa educação que ele tem aonde ele vai, de estar presente na hora certa, de aprender algumas palavras, de se importar e respeitar com o público que vai vê-lo. é um lindo <333

    3x lindo num comentário, tinha que ser o Paul haha.

    ResponderExcluir
  10. MEU DEUS, você ficou tão peeeerto! Eu sou a mais azarada, dia de Paul em Porto Alegre eu tinha finalmente conseguido minhas tão esperadas férias e estava em Montevideo, é o ó né, estar em Montevideo desejando Porto Alegre D:

    Fico arrepiada só de ver as fotos!

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. teve sorte.
    eu queria que o meu grupo preferido viesse para cidade onde moro.
    mas, eles só se apresentam nas "cidades grandes".

    ResponderExcluir
  12. Oi,
    acho bem bacana esses artistas que visitam outras cidades do Brasil, além do RJ e SP (e olha que eu moro no Rio). Amei as fotos, o show realmente parece ter sido ótimo. *u*

    Bjs, tem post novo no meu blog ^^
    http://darkening.freetzi.com/

    ResponderExcluir
  13. Que mágico ver o show do Paul!! Eu queria muitoooo, afinal... É UM BEATLE!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  14. Ah, o Paul tinha que vir p/ Bahia também, sério :P Nossa, deve ter sido mágico. E que genial a ideia de usar expressões nordestinas.

    Gostei das fotos! :)

    ResponderExcluir
  15. Que lindo! Pena que o mais perto que Paul chegou de Curitiba foi São Paulo. E eu não tenho toda a motivação pra despencar daqui até lá. Enfim, senti coisas semelhantes quando fui ao show do Pearl Jam ano passado, aqui em Curitiba. Foi lindo, me emocionei muito nas quase três horas de show. E Eddie Vedder também falava pequenas coisas em português que deixava toda a platéia enlouquecida de amor. Foi um dia memorável, pena que eu não consegui fotos tão lindas quanto as suas. Beijo!

    ResponderExcluir
  16. Menina, sério, me arrepiei haha
    que coisa linda, essa experiência e foi única, né? :)

    to impressionada com a qualidade das fotos! DEMAIS! :D
    :*

    ResponderExcluir
  17. Ah não creio, fiz um comentário super bonitinho e não foi! Ninguém merece!

    Enfim, que máximo deve ter sido ver Paul! Confesso que sou mais fã dos Beatles que dele, mas como você mesma disse, he IS a Beatle, for God's sake! rs...

    Também sempre quis ter nascido na década de 60. Ou melhor, na de 50. Pra poder viver a adolescência naquela explosão cultural... ai ai.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  18. Assim como 99% dos comentários, vou dizer "Que lindo!"
    Um dos meus sonhos é vê-lo, cara...Um dia realizo, assim como você conseguiu realizar o seu! *o* E sim, seu post teve o poder de passar felicidade pra muita gente! Fiquei realmente feliz por você!
    Tudo lindo, Paul é O CARA ♥
    Bjbjbj

    ResponderExcluir
  19. Ai. Deus. Que invejinha suprema, ok HAUHEUAHUEHUA :')
    Pelas fotos dá pra ver que você ficou beeeeeeem perto!

    Deve ter sido memorável, nossa. Ler seu post me fez sentir um pouquinho lá dentro. O Paul parece ser totalmente simpático. Tem cantorzinho de merda com dois anos de carreira, que na hora do show fica pagando de estrela, chegando atrasado, cantando só metade da programação, etc.
    E achei legal terem levado o Paul pra outros estados, além de SP-RJ.

    Beijo,
    muggle-world.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Me arrepiei lendo.
    Tenho certeza de que foi incrível e inesquecível. :)

    ResponderExcluir
  21. Olá, parabéns pelo seu blog.
    Te convido a conhecer o meu,
    http://carmasepalavras.blogspot.com/

    ;)

    ResponderExcluir

E a sua opinião? (:

© Escreva carla, escreva
Maira Gall